sexta-feira, 11 de abril de 2008

"Rogue": mas onde está o crocodilo gigante?


Desde o inesperado sucesso junto dos geeks do shocker "Wolf Creek" do australiano Greg McLean que esperávamos ansiosamente pelo seu novo filme. Cedo se ouviu então falar do projecto "Rogue", filme de terror de um género específico e um pouco esquecido, o monster movie.
A história segue um jornalista americano (Michael Vartan) e um grupo de turistas em viagem pelas zonas inóspitas da Austrália que vão ser confrontados com um gigantesco crocodilo adepto de carne humana e particularmente feroz.
Concluído desde meados 2006 e após ter-se revelado através de umas primeiras imagens poderosas, "Rogue" desapareceu pura e simplesmente do circuito durante mais de um ano. O que se passou? Por razões ainda pouco claras, o filme ficou nas gavetas dos execráveis irmãos Weinstein, produtores do filme e acostumados a esse tipo de práticas indefensáveis.
Após esta passagem forçada pela prateleira, o filme felizmente reapareceu, marcando presença em Stiges, Málaga e Gérardmer com reviews muito positivas. Bem recebida foi também a estreia na Austrália e o filme prepara-se para estrear finalmente nos Estados Unidos, mas claro, num circuito restrito de salas (esses bois dos Weinstein!).
Em Portugal, a distribuição do filme está a cargo da EcoFilmes que, após sucessivas alterações de calendário, não tem neste momento data prevista para a estreia. Esperemos que com o desbloqueio da situação por parte da Weinstein Company, tenhamos o prazer de ver rapidamente chegar este filme às salas portuguesas.
Podem então espreitar o trailer deste "Rogue" de Greg McLean, clicando nas fotos, sendo que o talentoso jovem australiano parece ter feito a sua versão do "Jaws" de Steven Spielberg, prestando assim uma homenagem a um dos monster movies mais emblemáticos da história do cinema, mas não abdicando do seu cunho visual e da sua personalidade fílmica, características particularmente fortes como já o demonstrava de bela maneira o seu primeiro filme, "Wolf Creek". Digam lá que não tinham saudades de um grande filme de crocodilo carnívoro!

2 comentários:

Zatoichi disse...

Olá outra vez, para o melhor blog de cinema actual "O Movie, Where Art Thou?".


Bem já não escrevo aqui há algum tempo a dar os meus comentários, mas afinal também é que quer saber deles não é?, mas como eu sou uma pessoa cheia de perseverança continuo a postar as minhas barbaridades, na expectativa que alguém as compreenda (é de mim, ou estou a deitar-me demasiado abaixo? Fogo, estou a ver que preciso de alguma auto-estima!!!!)



Ora aqui está um filme que nunca mais vê a luz do dia no circuito comercial, o novo filme do talentoso Greg Mclean "Rogue".
Tenho de dizer que quando soube e me informei pela pela primeira vez sobre este filme, não fiquei nada entusiasmado.
Um realizador que passa de um verdadeiro survival badass, sério e perturbador como "Wolf Creek", apesar dos vários defeitos que este possui, tipicos de uma primeira longa-metragem por um apaixonado pelo género, não gostei muito da perspectiva de Greg Mclean passar, hipotéticamente, para um filme de monstro tão especifico como este, que geralmente acabam por ser filmes paródicos do género, "Lake Placid" querem melhor exemplo?, portanto não posso negar que fiquei apreensivo.



No entanto, e como disse, Greg Mclean já comprovou, pela sua postura em relação ao cinema e também em entrevistas, que é um verdadeiro fánatico e conhecedor do género, e parece que temos neste "Rogue" uma gigantesca homenagem sentida e séria a um género tão especifico e onde há tão poucos filmes, sendo que teremos de certeza, e como diz, e como sempre, bem o Mr.Hand, um filme atmosférico com um sentido visual muito próprio de Greg Mclean, os trailers demonstram bem isso particularmente pela forma como a câmara de Mclean capta a textura da noite num pântano, principalmente a atmosfera que transpira aquela humidade e falta de visibilidade tão caracteristicas destes, sério (basta dizer que a principal referência de Mclean para este filme é o "Jaws") e claro que vamos ter de certeza uns bons momentos de alta tensão que irão culminar numa sempre purificadora explosão de violência e de gore (pelo menos, eu espero que assim seja!!!!)



Portanto, e problemas de distribuição à parte, porque já se sabe o quão boiolas (LOL) os Weinsteins são, parece que finalmente "Rogue" já está a ver a luz do dia, acabou de estrear de forma limitada nos Estados-Unidos, e sendo que o filme não irá estrear de certeza nas salas de cinema portuguesas, pode ser que venha na forma de, mais um, direct-to-video, e que possamos ver de forma legal, este tão prometedor "Rogue".



É engraçado, como tendo como ponto de partida este filme, pode-se partir para um interessante debate sobre o estado e as condições do cinema de terror actual, nomeadamente a nivel de pressões das produtoras nas produções deste género de filmes, e depois na sua distribuição.




Abraços,
Zatoichi

Shin Tau disse...

Heheheh vim até aqui pois na altura não me senti particularmente atraída por este filme, mas venho fazer um mea culpa.

Depois de ler o Zatoichi compreendo melhor a atmosfera criada neste filme, aws, sem dúvida que foi uma inspiração. Há muito tempo que um monstro não me deixava tão inquieta.

MOTELx está cada vez melhor, recuperou este filme e estamos-lhe todos muito gratos.

Zatoichi, quando puderes tens mesmo de ver o Rogue, vale a pena.

Kisses