domingo, 2 de novembro de 2008

"RoboCop": 2010, ano do remake?

A ideia de um remake de "RoboCop", a obra-prima absoluta de Paul Verhoeven, é por si só um absurdo. No entanto, não é isso que poderia impedir a MGM de produzir o projecto, sendo inegável o seu enorme potencial comercial.
Nem falaríamos de uma tal aberração se não estivesse associado ao filme o brilhante realizador Darren Aronofsky, o visionário que nos deslumbrou com os inesquecíveis "Requiem for a Dream" e "The Fountain". E o caso muda de figura quando o próprio realizador declara não se tratar de um remake mas sim de um novo filme adaptado aos tempos actuais.
Mesmo se temos sérias dúvidas que Aronofsky faça melhor que Verhoeven, apesar do seu inegável talento, também não podemos negar a nossa curiosidade em ver um autor como ele pegar no material explosivo que representa a mitologia de "RoboCop" e utilizar as teconlogias de hoje.
Como sempre, teremos que esperar para ver mas, até lá e ainda falta muito, não resisto em passar aqui o trailer da bomba atómica que o holandês violento Paul Verhoeven lançou à face do mundo em 1987, sendo que as mensagens do filme nunca estiveram tão actuais. Genialidade no estado puro!


1 comentário:

NAN-ROBOCOP disse...

O robocop, realmente deveria ter um remake, onde suas habilidades deveriam ser melhoradas, como o fato de ele ao invés de somente andar, poder correr e ter além de um jetpack, mais armas, as pessoas estão cansadas de ver aquela arma de três tiros, mas poderiam ter incrementações como do exterminador do futuro,assim sendo um filme que muitas gerações do futuro vão poder assistir e gostar!!!