sábado, 3 de maio de 2008

"The Happening": a revolta do planeta por M. Night Shyamalan

Depois de ter caído do seu trono de wonder boy de Hollywood com um "Lady in the Water" unanimemente deitado abaixo, seja pelo público que o ignorou, seja pela crítica que o chacinou, M. Night Shyamalan regressa este ano com um novo filme, "The Happening".
Apesar de "Lady in the Water" ter-se revelado de facto um filme onde transparecia a megalomania do cineasta (o seu papel no filme de escritor que vai no futuro salvar a humanidade com a sua obra) e a sua vontade de ajustar contas com os profissionais que não apreciam o seu trabalho (o papel e o destino reservados à personagem do crítico), o que destoava sem dúvida de forma prejudicial e cínica com o tom de ingenuidade e de conto de fadas que impregna o filme, "Lady in the Water" não deixava no entanto de ser um belo filme, emocionante e superiormente realizado e interpretado, de um realizador que continua a ser um dos mais interessantes do cinema norte-americano actual.
Lógico então que o seu novo ensaio depois do seu primeiro verdadeiro insucesso era esperado com grande expectativa. E M. Night Shyamalan parece estar de volta em plena forma com um filme bem à maneira dele. Como sempre com os seus projectos, pouco sabemos de "The Happening", apenas que relata uma repentina epidemia de suicídios por todo o planeta, aparantemente provocada por uma planta, como se a Mãe Natureza tivesse decidido aniquilar de vez um ser humano mais parasita do que simples habitante de uma Terra que finalmente não lhe pertence. Acompanhando um casal em fuga (Mark Wahlberg e Zooey Deschanel), "The Happening" apresenta-se como um survival paranóico a uma escala planetária que, segundo insistentes rumores, deverá reservar um twist no seu final.
Os vários teasers e o novo trailer que chegou ontém à Net são muito promissores (várias imagens já ficam na cabeça), é portanto com grande curiosidade que vamos esperar até à estreia aparentemente mundial do filme, ou seja, dia 12 de Junho em Portugal. Wait and see!

1 comentário:

Shin_Tau disse...

Será escusado dizer que este é o meu filme mais esperado, também era esperado de certeza este comentário, lol. Shyamalan é um realizador competente, mas que para mim tem aquele pormenor que o faz um dos meus preferidos,a sua temática. A técnica que utiliza está sempre ao serviço de uma determinada mensagem que tenta transmitir, aliás, não é para isso que serve qualquer Arte. Quanto ao comentário feito ao seu anterior filme, acho que o fim da obra é tão conseguido que até se lhe perdoa o deslize. Lady in the Water é um belíssimo conto de fadas que nos mostra que todos podemos ser úteis e que todos temos capacidades especiais que podemos usar sempre em prol do bem dos outros, e de nós, claro.
Quanto a este novo filme, parece-me que vamos ter direito a mais uma lição à la Shyamalan, que será que nos vai revelar desta vez? Mal posso esperar.