sábado, 24 de maio de 2008

"The Curious Case of Benjamin Button": o rejuvenescimento de David Fincher

Um novo filme de David Fincher é sempre grandemente esperado e este talentoso formalista, autor de "Alien 3", "Seven", Fight Club" e "Zodiac", estará de regresso no próximo mês de Dezembro com "The Curious Case of Benjamin Button", adaptação do clássico de F. Scott Fitzgerald que conta a estranha história de Benjamin Button, um homem cuja evolução é contrária a do comum dos mortais, tendo nascido velho e rejuvenescendo ao longo que o tempo vai passando.
Um primeiro trailer, neste caso espanhol, foi revelado na Net e a pressão acabou de subir drasticamente frente à qualidade das imagens e do ambiente que Fincher nos promete. Com um clima de fantasia omnipresente, este drama humano cheio de ensinamentos sobre a nossa complexa e torturada natureza deverá constituir mais uma prova da maturidade do cineasta, após a obra-prima "Zodiac". Preparem-se para mais uma lição de realização e um forte impacto emocional do romance trágico entre Brad Pitt e Cate Blanchett.
Fiquem então atentos porque iremos falar de certeza novamente deste muito aguardado "The Curious Case of Benjamn Button", quando um trailer em inglês e com melhor qualidade de imagem aparecer. Basta clicar no poster acima para aceder ao trailer.

1 comentário:

Zatoichi disse...

Primeiro que tudo quero pedir desculpa por ter passado tanto tempo sem comentário, mas as vicissitudes da vida Às vezes não deixam que as pessoas façam tudo como querem e quando querem.
Bem, mais vale tarde do que nunca i guess!!!!



Ora ai está o trailer do melhor realizador comtemporâneo, nem menos, o Deus Da Câmara DAVID FINCHER!!!!


Confesso que estava um pouco apreensivo ao ver David Fincher a mudar de género de forma tão quantitativa como esta (ele que faz sempre filmes negros, pessimistas, negras análises ao ser humano e ao mundo onde vivemos), passar para um suposto romance com toques de fábula, mas depois de ver este fabulosissimo trailer, todas as minhas dúvidas e receios desapareceram completamente.



Como o Mr.Hand diz e bem, vamos ter direito aqui a mais uma lição de realização, um ambiente a lembrar os grandes filmes de Tim Burton mais ainda mais fantástico que os próprios filmes de Tim Burton, uma construção de quadros assombrosa, enfim um festim visual.



Mais uma obra-prima absoluta para David Fincher, é aquilo que podemos esperar do novo filme do DEUS!!!!!